Siga a orientação: Women Offshore

Women Offshore é uma organização dedicada a fornecer apoio e recursos para mulheres que trabalham no setor. A BCD, em nome dos participantes do nosso evento Engage ERM Houston, patrocina orgulhosamente as participantes do programa de orientação para mulheres no exterior.

Women Offshore é uma organização dedicada a fornecer apoio e recursos para mulheres que trabalham no setor. A BCD, em nome dos participantes do nosso evento Engage ERM Houston, patrocina orgulhosamente as participantes do programa de orientação para mulheres no exterior. Estávamos curiosos para entender o valor que o programa traz para elas, por isso seguimos a história de Sarah e Christine. Sarah se graduou em 2018 na Great Lakes Maritime Academy e tem menos de um ano em seu cargo na Transocean. Christine se graduou em 2001 na State University Of New York Maritime College, e possui uma licença Master Unlimited Oceans. Ela também é trainee piloto no sudeste do Alasca.

Trabalhar na água está longe do trabalho típico das 9h às 18h. Como vocês se envolveram no setor marítimo e offshore?

Sarah: Meu pai passou de aprendiz em um estaleiro para engenheiro, ele adorava estar na água. Ele costumava trabalhar 3 meses no mar e tinha 6 semanas de folga com a família. A indústria estava em um bom lugar, então a empresa nos levava para visita-lo. Lembro que ele gostava muito de seu trabalho e nunca trazia o estresse quando voltava do mar. Sua paixão pelo setor definitivamente influenciou minha decisão de trabalhar no convés.

Christine: Eu me lembro do meu avô, veterano da marinha, me contando histórias do mar. Isso despertou minha curiosidade para participar da academia marítima, mas isso foi depois da minha primeira vez no mar em um navio.

Trabalhar no exterior tem muitos desafios, alguns dos quais exclusivos para mulheres. O que você viu ou presenciou?

Christine: Como cadete, você fica muito tempo no mar, mas até que esteja no seu primeiro cargo no exterior, não tem contexto para a pergunta: “Isso é normal?” As coisas mudaram ao longo dos anos, mas você pensa em cenários como não ter uma roupa feminina a bordo, chuveiros abertos ou ter que viajar 12 horas com leite materno congelado. Tornar-se mãe é, obviamente, um cenário único para as mulheres. Agora, há mulheres suficientes que tiveram filhos e continuam navegando. Eles podem aconselhar as mulheres sobre o que conversar com seus médicos e sobre o que dizer ao RH para obter uma licença adequada.

Também existem muitas situações desafiadoras que podem ser aplicadas a qualquer pessoa, independentemente do gênero. Por exemplo, beber a bordo é tecnicamente ilegal, mas o que você diz quando a pessoa que bebe é seu chefe e companheiro de equipe? Ter um grupo para qual você pode recorrer e perguntar se uma situação é comum ou como eles podem lidar com isso é essencial para descobrir seu senso de pertencer a bordo.

Sarah: Recebo muitos comentários do tipo: “Oh, você realmente sabe como usar isso?” Como sou nova, não sei se preciso demonstrar meu conjunto de habilidades, por elas inada serem desconhecidas ou se é uma piada inadequada relacionada a gênero.

Que benefícios você já viu ao se unir e se conectar com outras mulheres da comunidade?

Sarah: Na verdade, eu fazia parte do grupo de testadores da Women Offshore e vi o valor da rede dentro desses programas desde meu primeiro ano na escola. A mídia social tornou tão fácil reunir-se como um grupo com mulheres e indivíduos enfrentando desafios semelhantes aos seus.

Ser capaz de ouvir essas pessoas e organizações para entender as diferenças entre os setores marítimo e de energia abriu oportunidades, são carreiras que eu nem conhecia. Demorei um tempo para conseguir um emprego depois de me formar, e esses grupos, juntamente com os conselhos de Christine, realmente me mantiveram motivada a assumir papéis no exterior. Christine me incentivou a fazer cursos, procurar bolsas de estudo e participar de eventos locais, ganhando experiência.

 

Christine: A comunidade que você constrói ao longo de sua carreira é a caixa de ressonância que todos nós precisamos considerar em uma perspectiva diferente. Eu tinha um mentor chamado Bob, que realmente me incentivou a pensar o que possibilidades e títulos poderiam significar para a minha carreira.

Ter seus próprios mentores inspirou vocês a se unirem?

Christine: Tive a sorte de ter vários mentores ao longo da minha carreira e, olhando para trás, posso ver o quanto eles ajudaram a moldar onde estou hoje. Em 2017, frequentei a pós-graduação e me fizeram a pergunta: ‘Qual é seu legado como líder?’ Sabendo que há uma enorme lacuna entre as mulheres em nossa indústria, quero que meu legado compartilhe o conhecimento que adquiri com as mulheres que escolherem seguir esse caminho.

Ser uma mentora no ano passado, e ouvir Sarah e os desafios que ela enfrenta atualmente, me lembrou como é começar a carreira. Mas também, como isso mudou ao longo dos anos em comparação com quando eu estava no lugar dela. Os desafios ainda existem, mas podem ser diferentes do que as líderes enfrentaram. É importante entendermos como as coisas mudaram, para que possamos realmente fazer a diferença para as jovens que estão subindo na hierarquia.

Muito obrigado pelo seu tempo, é um prazer ver mulheres se unindo e crescendo com sucesso em suas carreiras. Para finalizar, eu tenho algumas perguntas rápidas relacionadas a viagens:

-Itens que devem ser levados

Sarah: Travesseiro de viagem inflável, consigo dormir em QUALQUER LUGAR!

Christine: Embalagens. 3 meses longe de casa significa que estes são essenciais.

Melhor lugar que visitou à trabalho

Sarah: Alasca no outono, as montanhas ao nascer do sol são de tirar o fôlego

Christine: Singapura, adoro a comida, história e a cultura

-A comida que você mais sente falta quando está na costa

Sarah: Pizza boa, alguns tentam, mas não conseguem…

Christine: É ruim se eu falar chocolate? (Nota: Christine, chocolate é sempre bom)

-Vocês têm algum conselho final que gostaria de compartilhar com as mulheres que seguem suas carreiras?

Ambas: Estenda a mão e conecte-se. Peça ajuda, sua comunidade pode fornecer muito valor.

Stay in the know,
even on the go

Never want to miss a thing? We'll get you the latest news, trends, insights and BCD news right in your inbox.