Prevê-se que os gastos com viagens de negócios cresçam 5,8% ao ano até 2023.

Companhias gastaram quase US$14 bilhões em viagens a negócios para, de e dentro da Tailândia em 2018. As viagens do exterior representaram 57% de todos os gastos; as viagens domésticas representaram 32%. Entre 2013 e 2018, os gastos cresceram 5,5% ao ano, em média. As viagens de saída cresceram 25%, enquanto as de entrada expandiram um pouco mais de 1%. Os gastos em viagens domésticas aumentam 11% por ano. Até 2023, prevê-se que os gastos com viagens de negócios cresçam 5,8% ao ano, passando para 7% para entrada, 3% para saída e 5,3% para viagens domésticas.

Obtenha informações sobre mercados em todo o mundo com a Previsão da Indústria para 2020 da BCD Travel.

Crescimento econômico e gastos com viagens de negócios

  • Um produto interno bruto de mais de US$ 507 bilhões faz da Tailândia a 26ª maior economia do mundo e a sétima maior economia asiática, atrás de Taiwan. A economia da Tailândia tem o dobro do tamanho das economias de Hong Kong ou Cingapura.
  • O crescimento econômico está enfraquecendo devido à disputa comercial EUA-China e à diminuição dos gastos do consumidor doméstico e investimentos fixos.
  • O Banco da Tailândia cortou as taxas de juros e anunciou um pacote de estímulo fiscal de US$ 10 bilhões.
  • A Oxford Economics espera que o crescimento econômico da Tailândia diminua de 4,1% em 2018 para 2,9% em 2019 e 3% em 2020.
  • As forças armadas desempenham um papel importante na política do país, o que poderia limitar a influência do governo sobre a atividade econômica.
Clique na imagem para ampliar

Viagens internacionais

  • As chegadas internacionais representaram três quartos das viagens feitas para a Tailândia em 2018
  • Entre 2013 e 2018, as viagens de entrada e saída cresceram 7,5% ao ano.
  • Viajantes chineses na Tailândia respondem por 29% das visitas e aumentam. A Coréia do Sul e o Laos estão surgindo como novas fontes de turismo.
  • A Malásia, Laos e Mianmar são os destinos mais populares para turistas tailandeses.
  • A Thai Airways perdeu a liderança de mercado para a transportadora de baixo custo Thai AirAsia, a maior companhia aérea de Bankok, Phuket, Chiang Mai, Hat Yai e Chiang Rai.
  • As LCCs apoiadas no exterior, que também incluem a Thai Lion Air e a Thai VietJet, representam 49% dos passageiros transportados pelas companhias aéreas tailandesas.
Clique na imagem para ampliar

Demanda por hotel

  • Entre 2013 e 2018, a demanda total por acomodações em hotéis aumentou quase 30%, para 489 milhões de diárias. Os viajantes internacionais representavam 53% do mercado.
  • Até 2023, a demanda por hotéis deverá crescer 3,1% ao ano, com internacional em 4,3% e doméstico em 1,7%.
  • Os viajantes chineses representaram quase 25% dos quartos ocupados por viajantes internacionais em 2018, ante 14% em 2013.
  • Malásia, Alemanha, Reino Unido, Rússia, Japão e os EUA representam cerca de 5% das diárias internacionais.
  • A cadeia internacional líder de mercado, Accor, tem quase o dobro de hotéis que o segundo colocado Marriott. Ele oferece todos os níveis de serviço, exceto a econômica.
  • O terceiro lugar, Centara Hotels & Resorts, é a maior rede local. Suas propriedades de médio e alto nível estão disponíveis em 14 destinos em todo o país.
Clique na imagem para ampliar

Copyright © BCD Travel