Como vencer o jet lag: ajuda para viajantes corporativos

Voar do outro lado do mundo pode prejudicar o bem-estar e a produtividade de seus viajantes, especialmente se eles não estiverem acostumados a viagens longas ou se estiverem retomando esse tipo de atividade após uma pausa. Embora não haja uma maneira fácil de vencer o jet lag, há coisas que as equipes podem fazer para ajudar a tornar as viagens mais fáceis.

Primeiro, uma pequena lição sobre jet lag

O jet lag é um distúrbio temporário do sono, que ocorre quando o relógio interno do corpo está fora de sincronia com um novo fuso horário. Isso “confunde” o corpo e pode causar uma série de desconfortos físicos e mentais como sonolência, insônia, prisão de ventre, irritabilidade, falta de concentração, entre outros. O jet lag é pior para os viajantes que voam para o leste, porque “perdem” tempo. Viajando para o oeste, o dia se alonga e os viajantes têm mais tempo para relaxar e se readaptarem.

5 maneiras de ajudar os viajantes corporativos a vencerem o jet lag

1.       Sincronize os voos de forma estratégica

Em uma pesquisa da BCD com 875 viajantes corporativos de todo o mundo, 36% dos entrevistados disseram que a falta de sono e o jet lag aumentam o estresse durante a viagem; depois de voltar para casa, o cansaço (37%) e o jet lag (22%) aumentam seus níveis de estresse.

Tente reservar voos de chegada para que a hora local no destino seja próxima à hora em que eles normalmente acordam. A manutenção de um horário semelhante de sono permite que os viajantes descansem a bordo. A desvantagem é que eles podem ter que sair de casa em uma hora incomum. Alternativamente, você pode procurar voos que cheguem pouco antes da hora de dormir, especialmente para o voo de retorno. Se os horários e as políticas de viagem permitirem, ofereça aos seus viajantes a oportunidade de chegar ao destino um dia antes.

2.       Reserve o melhor serviço possível

Na já citada pesquisa do BCD, a classe econômica em viagens longas aumenta os níveis de estresse para 40% dos entrevistados. Embora os upgrades nem sempre sejam possíveis, reservar o melhor assento possível para os viajantes pode ajudar a melhorar seu bem-estar, minimizando potencialmente a fadiga que experimentam na chegada.  

3.       Evite ou facilite as escalas

As paradas às vezes são inevitáveis. Quando você não puder evitá-las, escolha as que deem aos viajantes tempo suficiente para se esticar, se refrescar e chegar ao próximo voo sem pressa e stress.

4.       Priorize o bem-estar do viajante

Ajudar os viajantes a combater o jet lag pode ser apenas um componente de uma estratégia geral de bem-estar em seu programa de viagens. Colabore com a sua empresa para explorar maneiras de aumentar o suporte ao bem-estar, por meio de sua política de viagens. Isso pode significar a obrigatoriedade da escolha de voos diretos; limitar a frequência das viagens; restringir o número de dias que os viajantes estão fora de casa; incluir mais benefícios para equilibrar trabalho e vida pessoal, como folgas e adicionar hotéis voltados à saúde à lista de fornecedores.

5.       Deixe seus viajantes se ajudarem

Compartilhe esta lista de etapas que os viajantes podem seguir para mitigar o jet lag:

  • Comece a se ajustar ao novo fuso horário antes de viajar: vários dias antes da partida, altere sua refeição e hora de dormir em uma hora por dia, até que correspondam ao seu destino.
  • Hidrate-se: A desidratação é um dos sintomas do jet lag. Beber água e comer frutas durante o voo não vão eliminar o jet lag, mas vai ajudar a evitar que a desidratação agrave a fadiga.
  • Modere o consumo de café e álcool: As mudanças de altitude podem acelerar o efeito do álcool e piorar os sintomas do jet lag. O café fornece uma dose de cafeína que pode manter os viajantes acordados e reduzir o tempo geral de sono.
  • Saia – Ao chegar, a exposição ao ar fresco e à luz solar ajudam o cérebro a se ajustar a novos fusos horários.
  • Faça seu corpo se mexer – Antes, durante e depois do voo, exercícios moderados e alongamentos fazem o sangue circular e aliviam dores e rigidez causadas por longos períodos sentados.
  • Coma bem – Coma refeições nutritivas em porções adequadas para evitar indigestão ou outras dores de estômago.
  • Não altere os horários para viagens curtas: Para viagens de menos de 48 horas, manter uma rotina semelhante à da área de origem pode reduzir bastante o jet lag ao voltar para casa.

Stay in the know,
even on the go

Never want to miss a thing?

We'll get you the latest news, trends, insights and BCD news right in your inbox.